Rainbow Mountain, Montanha Arco Iris, Vinicunca, Montanha Colorida, Montanha 7 Cores, são muitos os nomes pelo qual esse lugar incrível é chamado e quando montamos nosso roteiro para o Peu já tínhamos certeza que esse atrativo não ficaria de fora.
Segundo os moradores da região, a montanha era coberta por gelo e neve de um glacial que derreteu há alguns anos devido ao aquecimento global. O derretimento acabou revelando as cores da montanha que hoje (agosto 2019) é o segundo atrativo mais visitado por quem vai a Cusco. As cores são uma reação de vários minerais à água e ao oxigênio, o que não acontecia quando estavam cobertos pelo glacial. É necessário reservar um dia todo para fazer o passeio, as agencias saem de Cusco por volta das 4h00 da manhã e retornam só no final da tarde. O passeio custa cerca de U$40 e inclui transporte, guia, café da manhã e almoço.
O Julius, responsável pela Exploring Peru Tours nos pegou em casa as 4h00 da manhã e de lá pegamos a van com destino a montanha. Depois de cerca de duas horas dentro da van, paramos para o nosso café da manhã e na sequencia seguimos mais uma hora até o local de partida da nossa caminhada.

O local do início da caminhada fica a 4450 m de altitude e o topo da Montanha de 5100 m. A distância até o ponto mais alto é de cerca de 7,5 km e pode levar de duas a três horas para ida e mais duas ou três horas para a volta.
Quem não quiser ir caminhando pode alugar um cavalo que leva até bem perto do mirante e de lá continuar a pé.
Antes de iniciar a caminhada cada participante ganhou dois cabos de vassoura para utilizar como apoio para a subida, no início achamos estranho mas no meio do caminho sentimos que isso faz toda a diferença.
O caminho até o mirante é totalmente aberto, sem nenhuma vegetação por perto e durante o percurso ficamos expostos ao sol e ao vento frio que vem das geleiras ao redor o que acaba trazendo uma mistura de sensações, hora você coloca a blusa porque está com frio e em questão de minutos você já tira novamente porque está com calor.
Foi assim mesmo, tirando e colocando blusa, parando de pouquinho em pouquinho pra descansar que chegamos a reta final (entenda-se subida final) que foi a parte mais puxada da caminhada. Os últimos 800 m que levam até o topo são bastante íngreme e paramos a cada dez passos pra respirar.

Quando chegamos no topo a sensação foi incrível! A vista é realmente impressionante e faz valer a pena cada gota de suor.

O caminho de volta até a van nós tiramos de letra e acho que é porque pra baixo todo santo ajuda!
Chegamos em Cusco no final da tarde muito cansados e realizados com nosso feito.
No próximo post vamos contar como foi nosso passeio até a Laguna Humantay, com certeza um dos lugares mais bonitos que fomos em nossas vidas!

Share This