Essa foi a primeira vez que viajamos pra fora do País e também uma das poucas que não ficamos acampados. Enquanto programávamos nossa viagem, procuramos por campings na cidade de Cusco e que de preferência tivessem equipamentos para alugar. Para nossa surpresa, Cusco tem apenas um camping e o mesmo não aceita barracas, apenas motor home e trailer (fomos lá conhecer e falaremos desse assunto em outro post).
Como não conseguimos viabilizar para ficarmos acampados em Cusco, juntamente com o Dadão e a Veri, nossos parceiros nessa viagem, alugamos um apartamento pelo Airbnb.
Mas nossa viagem começou a meses atrás quando conversando com o Dadão e a Veri decidimos que iríamos conhecer Machu Picchu e que seria esse ano!
Fizemos contato com diversas agencias de passeios no Peru e encontramos a Exploring Peru Tours e começamos a bater papo com o Julius que foi quem montou a programação para os dias que ficamos por lá. Passagens nas mãos, ingressos para Machu Picchu + Huayna Picchu previamente comprados com data e horário de entrada marcado (cerca de 2500 pessoas visitam Machu Picchu por dia e apenas 400 podem subir Huayna Picchu, por isso deve-se comprar os ingressos com meses de antecedência).
Na madrugada do dia 21 de agosto fomos para Guarulhos e pegamos o vôo para Lima e de lá o vôo para Cusco. Chegamos e fomos recebidos pelo Julius que nos levou para nosso apartamento e passou todas as instruções para os próximos dias.
O apartamento que alugamos pelo Airbnb  pagamos 95 Soles por dia. Fica em frente ao Quartel do Exército, a cerca de 5 minutos da Plaza de Armas indo de taxi (o taxi nos custou 5 Soles) e tem dois mini mercados por perto.
Adoramos o apartamento, tudo bem arrumadinho e bem estruturado com aquecedor a gás em todas as torneiras, dois quartos com cama de casal, roupa de cama e cobertores quentinhos, um banheiro, geladeira nova, fogão e máquina de lavar (a máquina facilitou muito nossa vida, era chegar dos passeios e colocar a roupa pra bater. Daria para ter levado metade das roupas.)

Como disse anteriormente, Cusco foi nossa base e lá ficamos de 21 até 26 de agosto quando seguimos viagem para Águas Calientes. Dias 21 e 22 nós passeamos sozinhos por Cusco e a partir do dia 23 começamos os passeios com nosso guia.
O trânsito de Cusco é uma loucura, todo mundo buzina pra tudo e 90% dos carros são táxi.
Em Cusco compramos o Boleto Turístico que custa 130 Soles e com ele você tem acesso a 16 atrativos turísticos em Cusco e nos arredores. Com o Boleto em mãos, saímos batendo perna e conhecendo alguns lugares que ficam próximos a Plaza de Armas.

Plaza de Armas
A Plaza de Armas é atualmente o ponto de encontro de turistas e saídas para passeios. Além de monumentos históricos, a sua volta encontram-se bares, restaurantes, casa de câmbio e lojas. Na época dos incas, a praça chamava-se Huacaypata, e era lá que acontecia um importante cerimonial que celebrava a Festa do Sol. Foi nessa praça que o espanhol Francisco Pizarro proclamou a conquista de Cuzco.

Mercado Central de San Pedro
O Mercado Central de San Pedro de Cusco é um mercado com artigos que vão desde produtos locais e carnes até roupas e incensos. O mercado, que está entre os favoritos da população local e dos turistas, é um local de entretenimento para compradores e qualquer pessoa curiosa sobre a cultura local. Nós não tivemos coragem de provar as comidas servidas no mercado, mas ficamos impressionados com as variedades.
Entrada Grátis.

Museu Histórico Regional
Como na maioria dos museus é proibido filmar e fotografar dentro das salas. São dois andares de exposições. No primeiro piso, são expostos achados arqueológicos e paleontológicos. Há fósseis de dinossauros encontrados na região, pinturas rupestres, muitas cerâmicas, metais e pedras. No segundo piso encontram-se sete salas que contam um pouco da história da desestruturação da civilização Andina que começou com a chegada dos Espanhóis em 1532. Uma das salas conta um pouco sobre a gastronomia Cusqueña e a importância do Pisco que é uma bebida alcoólica típica da região, tem ainda trajes e móveis típicos da época além de uma sala dedicada a Tupac Amaru II um líder indígena que conduziu a maior rebelião anticolonial da América no século XVIII. Embora a rebelião não tenha tido sucesso, Túpac Amaru II acabou por se tornar uma figura mística, inspirando inúmeros movimentos pela independência do Peru e também a luta pelos direitos dos povos indígenas.
Ele foi capturado pelos Espanhóis que após tentarem, sem sucesso, esquarteja-lo com a ajuda de cavalos, acabaram o decapitando.
Entrada com Boleto Turístico

Museu Inca
O Museu Inca fica localizado bem perto da Plaza de Armas e tem um dos mais completos acervos da região. O prédio é do começo do século XVII, foi construído sobre arquiteturas Incas e é também conhecido como Casa del Almirante. Foi reconstruído por duas vezes, após os terremotos de 1650 e 1950. Atualmente a Universidad Nacional de San Antonio Abad del Cusco é responsável pelo Museu.
Entrada 10 Soles

Choco Museo
O Choco Museo é um café, loja, e um local incrível onde você pode ter experiências diversas com o chocolate. Eles oferecem passeios guiados onde contam tudo sobre o chocolate. Oferecem também aulas e workshops de culinária. Nós fizemos um passeio rápido, provamos chá, alguns chocolates e adoramos.

San Blas
O bairro de San Blas possui ruas estreitas e íngremes e muitas opções de restaurantes. Em San Blass se concentra grande parte das lojas de artesanato, de arte sacra, tecidos e lembrancinhas. Em geral os preços são melhores que os praticados mais próximos a Plaza de Armas.

Museu da Coca
No Museu da Coca você vai conhecer um pouco mais sobre a história e a importância dessa planta para a civilização Inca. No final do passeio a uma loja com inúmeros produtos feitos com planta.

City Tour em Cusco
O City Tour é um dos passeios mais procurados. O foco do passeio está nos sítios arqueológicos ao redor de Cusco. Você irá visitar ruínas e antigos templos da cultura Inca. A maioria dos locais visitados no passeio já estão inclusos no Boleto Turístico mas alguns são cobrados a parte.
Encontramos nosso guia na Plaza de Armas as 14h e de lá seguimos junto a um grupo de outros turistas. O passeio terminou por volta das 19h.Nossa primeira parada foi em Qoriqancha, hoje chamado de Convento de Santo Domingo.
Qoriqancha foi o templo mais importante do Império Inca, o templo do Sol. Quando os espanhóis chegaram, construíram uma Igreja ou convento em cima de cada templo Inca, 15 no total, mas ainda é possível ver importantes espaços do tempo dos Incas quando se faz a visita.
Entrada 15 Soles

Q’enqo
Para chegar a Q’enqo pegamos uma van e percorremos cerca de 4km. Q’enqo foi um templo onde realizavam-se cerimônias de culto as estrelas a lua e ao sol.
Entrada Boleto Turístico

Sacsayhuamán
Estima-se que Sacsayhuamán foi construído durante o governo de Inca Pachacutec no século XV e que cerca de mais de 20 mil homens trabalharam nessa construção por aproximadamente 50 anos. Acredita-se que Sacsayhuamán foi uma fortaleza construída com o intuito de defender o Império Inca de tribos invasoras. O lugar é incrível e tem vistas maravilhosas! Chama atenção pelo tamanho das pedras das construções.
Entrada Boleto Turístico

Tambomachay
Nossa visita a Tambomachay foi rápida demais, estava muito lotado, já era tarde e tivemos pouco tempo para passear pelo local. Lá foi um templo de culto a água e também conhecido como local de descanso.
Entrada Boleto Turístico

Pukapukara
Quando chegamos a Pukapukara já estava começando a escurecer então tivemos pouco tempo para fotos! Mas segundo nossa guia, Pukapukara significa fortaleza vermelha e hoje são ruínas de um forte militar.
Entrada Boleto Turístico

Em nosso próximo post daremos dicas de onde comer em Cusco e também falaremos sobre nosso passeio pelo Vale Sagrado onde visitamos Moray, Chinchero e Ollantaytambo!

Share This