Esse é o segundo ano que rumamos ao Litoral Catarinense para passar o Carnaval. E como é bom retornar e ter certeza de que fizemos a escolha certa!
A chegada a Garopaba já fez valer as 12h de viagem!
Nosso acampamento dessa vez foi no Camping Lagoamar que fica em frente a praia de Garopaba. Fomos em 3 casais e nossa afilhada Helena.
O Camping Lagoamar tem estrutura para 2500 pessoas (haviam 2000 no carnaval) e o bom senso e a ordem prevaleceram todos os dias. As áreas de churrasqueira e cozinha comunitária são bem organizadas, os bicos de luz são próximos as barracas, os blocos de banheiros são grandes e muito bem cuidados. O Camping oferece programação durante todo o período de temporada e durante o Carnaval teve matinê para a criançada, bloco desfilando dentro e fora do camping e muito mais. Oferece ainda um mini mercado que vende gelo, carvão, frios, pães e muito mais.
O Camping é muito procurado por famílias que montam estruturas gigantescas (com lonas, geladeira, fogão e tudo o mais que uma casa merece!) para passar a temporada de férias.


Acampamento montado, partiu praia. Após um maravilhoso dia de mar tranquilo e sol estralando a noite caiu com um delicioso bate papo, cervejinha e aperitivos.
Descanso merecido, optamos por curtir mais um dia a praia de Garopaba que atrai muitas famílias. A praia é bastante extensa, ótima para prática de esportes por ser bem reta e areia dura. Pela manhã fizemos uma caminhada até a ponta direita da praia (sua direita de frente para o mar) que chega até os pescadores, centrinho e uma linda igrejinha.

Sabadão a noite o jantar foi no Kumaras Restaurante e Lounge, o lugar é um charme, casarão antigo no centrinho histórico oferece saladas, risotos, massas, carnes e pescados, além de refeições kids em ambiente com vista para o mar e música ao vivo. Comemos um menu degustação com 4 pratos que adoramos!

Na manhã seguinte fomos passar o dia na Guarda do Embaú e matar a saudade daquele lugar incrível as margens do Rio da Madre. Chegamos bem cedinho e pegamos o charmoso barquinho que corta o rio para chegar até a praia. O dia foi imensamente maravilhoso. Fim da tarde o mar já tinha invadido o rio que não tinha mais nenhuma correnteza e a água doce se transformou em salobra.

A noite, cansados e famintos fomos saborear os lanches da Hamburgueria Guna Madê. Ao chegar já ficamos boquiabertos com um espaço tão lindo, agradável e concorrido. Os hambúrgueres são preparados de forma artesanal com hambúrgueres grelhados no char broiler dando aquele gostinho defumado, verduras locais frescas, 3 opções de queijo para você pedir de acordo com o seu paladar e o toque especial fica por cnta do molho Aioli Guna, com sabor incomparável.

Na manhã seguinte demos uma esticadinha até a praia do Rosa. A praia é super concorrida e para conseguir estacionar é bom chegar cedinho!
Mais um paraíso natural em que vale a pena aproveitar cada minuto.

Aproveitando o passeio fomos almoçar no restaurante Canto do Monge, que logo na chegada já nos fez sentir em casa! Fomos recepcionados da melhor maneira e pudemos conhecer a Chef Marise, que além das mãos de fada para cozinhar foi extremamente simpática. Foram horas deliciosas provando pratos maravilhosos em ambiente ímpar!

E nosso último dia de Garopaba foi pra curtir, relaxar e degustar as especialidades do lugar como o Choripan, um pão com linguiça, bastante cebola e tomate, e um molho especial. Também não faltaram o clássico milho verde e churros de sobremesa. Aproveitamos para subir as escadas do lado esquerdo da praia e lá de cima conseguimos ver toda a praia de Garopaba e a praia do Siriú. Antes do entardecer o Dadão e a Veri foram até as Dunas do Siriú praticar um Sand Board e curtir o por do sol. Depois de tudo isso ainda rolou um hot dog no acampamento!

Na quarta-feira seguimos rumo a Bombinhas e montamos acampamento no Paraíso Tropical, que fica na Praia do Mariscal no Canto Grande.  O espaço possui vários apartamentos completos e tem também área de camping. Aliás a área de camping é bem diferente da maioria das que nós visitamos. Tudo é muito organizado e cada barraca e carro tem seu espaço predefinido em plataformas de areia com estacionamento frontal.
A localização do camping e sua estrutura são formidáveis! A recepção é digna de grandes hotéis, os banheiros amplos e sempre limpos, a área comum de churrasqueiras é bem grande e tem mesas de tênis de mesa, bilhar e pebolim. Você consegue emprestar facas, garfos, grelhas e espetos na recepção, desde que entregue tudo bem limpinho. Atravessando a rua fica o espaço para motor home, outras churrasqueiras e banheiros, sala de tv, quadra de futebol de areia, quadra de tênis e lavanderia, tudo muito bem cuidado!


A tarde curtimos a praia do Mariscal (Canto Grande) e logo no primeiro mergulho Iemanjá levou a aliança do Lelis! Ficamos tristes mas fazer o que se ela quis assim! hehehehehe
Na noite rolou um super churrasco com direito a peixe, camarão e um ceviche de entrada!

Dia seguinte fomos até a Praia da Tainha e lá ficamos o dia todo! O lugar é incrível, a praia tem cerca de 100m de extensão e zero ondas! Ideal para prática de esportes aquáticos e mergulho.

A noite o jantar foi na Tatuíra Petisqueira, o restaurante fica a cerca de 300m do camping e localiza-se em uma antiga garagem de barcos na Baía de Canto Grande, ambiente acolhedor e muito bem decorado com pratos originais e deliciosos, tudo servido pé na areia. Foram horas deliciosas regados de boa música e uma explosão de sabores.

Em nosso último dia de viagem, fomos visitar a Praia do Recanto dos Padres, que por sinal estava lotada e difícil de estacionar. Ela fica ao lado da praia da Sepultura que dessa vez não conseguimos nem ir dar uma olhadinha de tão lotada que estava. Voltamos e fizemos churrasco no camping.

Finalizamos a noite curtindo o melhor do Reggae e MPB e saboreando as maravilhas e o ambiente único do restaurante Mestre das Águas onde já chegamos e amamos o local, pé na areia a luz de velas e com uma decoração linda e agradável. Com 15 anos de trajetória o antigo rancho de pesca oferece um menu eclético e exótico com sabores nativos, originais e do mundo. Tivemos uma aula de história sobre a região e o restaurante.

No dia seguinte pulamos as 5h da barraca, desmontamos acampamento e peamos a estrada de volta pra casa. Essa foi mais uma de nossas lindas viagens, cheia de novos amigos, novos lugares e companhias sempre agradáveis. Vem com a gente Por aí de Barraca, curta nossa página no facebook!

 

 

Share This