Final de semana chegou e lá fomos nós fazer o que mais gostamos, acampar e conhecer novos lugares e pessoas! Desta vez nosso destino foi a cidade  de Brotas no interior de SP. O município é destino turístico conhecido como a capital do turismo de aventura, porém reserva muito mais que isso!

Montamos acampamento na Fazenda Sakurá que fica a 15km do centro da cidade no Bairro do Patrimônio. Quando chegamos fomos recepcionados pela Vivian que nos mostrou o camping e nos apresentou a sua família que é responsável pelo camping e pelo restaurante. Aproveitamos então para conhecer o espaço da fazenda na sexta-feira, montar barraca e jantar no restaurante do local que possui uma comida caseira maravilhosa. A fazenda possui amplas áreas verdes com gramados para barracas, churrasqueiras em área arborizada, piscina, flores, pomares e um lindo lago japonês com tilápias para pesca esportiva e preparação de sashimi fresco feito na hora. Conta também com uma pequena área com geladeira comunitária e micro-ondas. Possui também a opção de quartos para quem preferir.

Sabadão, céu de Brigadeiro, tomamos café da manhã e partimos conhecer o Parque dos Saltos no centro da cidade de Brotas. Com o objetivo de aproveitar um grande desnível e produzir energia elétrica, foi construída uma pequena represa, bem diferente das represas convencionais, que forma uma bela cachoeira. A primeira da sequencia de 3 quedas d’água existentes no trecho do parque. Vale super a pena e o passeio é gratuito.

Após esse passeio fomos conhecer a cervejaria artesanal Brotas Beer, recepcionados pelo proprietário Márcio Scafin, que nos deu uma verdadeira aula sobre produção de cerveja. Lá pudemos conhecer como funciona uma cervejaria, e também degustar diversos tipos de cerveja nos servindo direto da fonte! Bebemos inclusive das cervejas premiadas no Festival Brasileiro da Cerveja em Blumenau nos anos de 2014 e 2015. Se você ficou louco para fazer esse passeio, aguarde até novembro/dezembro que a cervejaria estará com sua loja inaugurada e o programa de visitação a todo vapor!

Quando estávamos indo embora da cervejaria o Márcio entrou em contato com o Nim, proprietário da Casa da Cachaça que topou nos receber prontamente. O local fica bem no centro da cidade e é demais! Tem cachaças de fabricação própria, embutidos, doces caseiros, licores, conservas, café da fazenda e degustação para os clientes. Tem também um pequeno alambique onde você pode acompanhar todo processo de fabricação da cachaça. Com certeza mais um ponto turístico que não pode deixar de ser conhecido. Para fechar o dia com chave de ouro passeamos pela praça da cidade onde estava acontecendo um encontro de carros antigos.

No jantar, conhecemos a Camila (que ficou louca para acampar) e sua mãe Maria Lívia (que adora pedalar, é motorista de primeira viagem e prometeu levar a Camila acampar! hehehehe) e o papo foi gostoso e divertido.

No domingo fomos convidados pelo pessoal do Parque Aventurah! para conhecer o local e participar da atividade Queda Livre. Isso mesmo queda livre, a primeira plataforma de Queda Livre no Brasil viabilizada com a tecnologia Quick Jump, um equipamento americano que reduz a velocidade do participante à medida que ele se aproxima da plataforma de chegada. Altura da plataforma é de 60 metros em meio a um penhasco na mata e a altura da queda de uma plataforma na outra é de 25 metros. O custo do pulo é de R$94,00 por pessoa.

Quando chegamos, o Thiago e o Mateus que foram nossos instrutores na atividade nos equiparam e foi aí que já comecei a tremer na base e já dizer que não iria pular! Devidamente equipados e instruídos, chegou a hora de pular e o Lelis foi o primeiro, caiu e já subiu dizendo que achou demais e eu deveria fazer! Não tive coragem, tremi na base e resolvi deixar para uma próxima! Hehehe. O passeio foi demais e aproveitamos também para curtir a linda paisagem vista da plataforma de queda.

Ainda com adrenalina a mil, partimos para o camping desmontar a barraca, despedir dos novos amigos e conhecer a famosa nascente do Hotel Fazenda Areia que Canta. Fomos convidados pela Eloísa para conhecer o hotel e partimos com o guia conhecer as belezas do local. A primeira parada foi na nascente de água cristalina que é maravilhosa. Os turistas podem entrar na água, mas sempre com auxilio de coletes, já que é permitido pisar apenas em determinados locais da nascente. Sobre a “areia que canta” ela canta mesmo, faz um som muito parecido com o de uma cuíca.

Após apreciar essa beleza, continuamos seguindo na trilha que leva até as corredeiras do rio Tamanduá, onde passamos por quedas d’água e pontes suspensas que nos levaram a lugares lindos.  Depois dessa manhã de aventura, almoçamos no próprio hotel que possui um cardápio com receitas tradicionais do interior paulista feitas no forno à lenha.

Viagem maravilhosa, pessoas extraordinárias e lugares incríveis, esse é o resumo da nossa acampada em Brotas na Fazenda Sakurá.

Até a próxima!

Vem com a gente Por aí de Barraca!

 

 

Share This